WhatsApp nas empresas: entenda os riscos

Encontrar formas eficientes e de baixo custo para facilitar a comunicação dos colaboradores de sua empresa, seja entre si, com parceiros ou colaboradores, é fundamental para aumentar a produtividade. E usar a tecnologia em prol disso é excelente!

Isso porque, muitas vezes, o tempo gasto com o desenvolvimento de e-mails, tentativas incessantes de contato telefônico malsucedidas e até mesmo com o deslocamento entre setores, pode prejudicar, em muito, a produtividade e o cumprimento das atividades por seus colaboradores.

Mas e quando algum dispositivo tecnológico mais atrapalha do que ajuda? Um caso comum que vem ocorrendo é o mau uso do WhatsApp nas empresas de diferentes setores, tanto por empregados quanto empregadores.

Veja a seguir as principais desvantagens do uso do aplicativo e como evitar que ele comprometa o rendimento ou cause dores de cabeça trabalhistas no futuro.

Hora extra online

Antigamente, dificilmente patrões entravam em contato com seus funcionários tarde da noite ou nos fins de semana. Afinal, era necessário estar na empresa para saber o que era necessário fazer, então geralmente as questões eram deixadas para serem resolvidas no próximo dia útil.

Hoje em dia, com a facilidade de comunicação que o WhatsApp e outras ferramentas similares oferecem, é comum que os chefes entrem em contato fora do horário de expediente solicitando tarefas.

Mesmo que a execução seja feita posteriormente, só de o funcionário falar sobre trabalho fora de horário, já pode abrir precedente para ações judiciais ou solicitações de horas extras.

Na dúvida, se o contato pode esperar o dia seguinte, o indicado é que esta solicitação seja feita durante o horário comercial e em que o funcionário está na empresa.

Assédio e abusos

Além de cobranças fora do horário de trabalho dos funcionários, algumas empresas abrem precedentes para ações de danos morais quando os gestores abusam da linguagem no aplicativo.

Por ser um meio de comunicação por escrito, tudo que é falado ali fica registrado, assim como e-mails, e pode ser usado judicialmente.

Portanto, se um chefe humilha um funcionário em um grupo de WhatsApp da empresa, por exemplo, o empregado tem o direito de processá-lo e até mesmo a empresa.

Uso indevido do app

Por outro lado, o uso pessoal do aplicativo e também de redes sociais, como o Facebook e outras ferramentas tecnológicas diversas para fins pessoais, podem gerar problemas para o funcionário.

As empresas podem, por Lei, exigir de seus empregados atenção total ao trabalho durante o expediente.

Assim, quando o uso desse tipo de ferramenta se torna excessivo, na prática, o funcionário está desobedecendo a empresa e pode ser punido por isso.

Entre as punições pelo uso indevido estão advertências, suspensões e até rescisão contratual por justa causa.

Para evitar esse tipo de desgaste, muitas companhias têm proibido por completo o uso do WhatsApp e outros aplicativos similares.

As pessoas não podem acessá-los nos computadores institucionais e, se são pegas usando no celular pessoal, recebem punições de acordo com as normas da empresa.

Distração e desatenção

As empresas que optam pela proibição do WhatsApp no trabalho, em geral já passaram por maus bocados com o aplicativo.

Funcionários dispersos, que se distraem a cada nova notificação, não prestam atenção no trabalho e costumam ter um rendimento mais baixo.

Mesmo se a sua empresa não proíbe o uso do app, é bom não exagerar. Desligue o celular enquanto estiver trabalhando ou, pelo menos, silencie as notificações.

Dessa forma, você não fica tentado a olhá-lo sempre que receber uma notificação.

Para quem precisa do aplicativo como uma ferramenta de trabalho – conversando com clientes, por exemplo – uma forma de restringir o uso é ter dois aparelhos: um para o trabalho e outro para falar com os contatos particulares.

É ideal também estabelecer horários para checar as notificações. Se você silencia o app, mas olha as novidades a cada duas horas, você continua ativo, mas sem perder tanto tempo ao longo do dia.

Impossibilidade de criar regras de utilização personalizadas

Definir um nível de hierarquia de contatos é imprescindível para disponibilizar ferramentas que contribuam com a boa comunicação entre os colaboradores e demais públicos da organização.

Com o Whatspp, esta tarefa é impossibilitada o que dificulta gestão e até mesmo o controle de uso da ferramenta.

Quando a empresa adota um chat corporativo, consegue definir permissões e acompanhar, sempre que preciso for, as conversas realizadas entre os colaboradores e demais públicos necessários.

Para as empresas, o indicado é usar o WhatsApp apenas para as comunicações estritamente necessárias, sempre no período do expediente de trabalho.

Para os funcionários, o uso pessoal do app deve ser restrito ao seu tempo livre, verificando as notificações durante o trabalho também só quando for extremamente necessário. Dessa forma, ambos os lados previnem problemas e dor de cabeça.

Mas se a sua empresa se preocupa com a segurança das informações, quer garantir a eficiência da comunicação interna e externa e otimizar os processos, o ideal é adotar um comunicador corporativo.

Essa ferramenta, desenvolvida exclusivamente para empresas, reúne vários recursos em um só lugar e é voltada para a segurança e o controle.

Mais Comunicador

Se você ainda não encontrou uma ferramenta de comunicação que oferece tudo que a sua empresa, seja dinâmica e fácil de usar, queremos te apresentar uma que já transformou a rotina de mais de 20 mil empresas pelo Brasil, o Mais Comunicador.

O Mais é um software exclusivo para empresas, desenvolvido para garantir a eficiência da comunicação interna e externa, otimizar os processos e organizar a rotina das organizações.

Além da troca de mensagens de texto, o Mais oferece conversa por voz e vídeo, fórum de discussão, agenda, mural eletrônico, histórico de conversas, gerenciamento de usuários, compartilhamento de arquivos e muitos outros recursos criados para transformar a sua empresa.

O Mais Comunicador conta com uma versão web, uma para dispositivos móveis e a para desktop. Com ele, você pode acessar suas informações e estar conectado com sua empresa em qualquer lugar, basta ter um dispositivo com acesso à internet.

Para conhecer melhor o sistema, confira o infográfico “O que o Mais Comunicador oferece”.

E você? Usa muito o aplicativo no trabalho? O que acha da proibição de usar o Whatsapp nas empresas? A sua empresa já conta com ferramentas de alta performance para facilitar a comunicação entre os colaboradores, e mesmo com clientes ou fornecedores, sem impactar na produtividade? Enriqueça o nosso artigo, compartilhando suas experiências e dúvidas através dos comentários.