Dicas práticas para ser menos chefe e mais líder

Muitas pessoas confundem esses dois conceitos. Pode ser por não ter experiência ou tato para entender essa questão. No mundo competitivo, é essencial aprender a ser líder de pessoas e não somente chefe.

Para início de conversa, é importante saber que um líder pode ser chefe, porém um chefe não pode ser um líder.

Ser líder não é uma tarefa fácil, construir e motivar uma equipe, tomar decisões muito importantes com agilidade e eficiência, resolver conflitos e muitas outras atividades, fazem da liderança um desafio.

Há um tempo, grande parte das empresas funcionava baseada em regras e comandos de um chefe. Mas com o advento da tecnologia muita coisa mudou. As organizações não precisavam apenas de força braçal, mas sim de cabeças pensantes, para colaborar e pensar as melhores soluções para a empresa.

Nesse cenário, o chefe que dita regras com autoridade, perdeu espaço. É necessário que um líder oriente e caminhe junto aos colaboradores.

Se você quer descobrir como se tornar menos chefe e mais líder em sua empresa e, assim, colher melhores resultados, continue acompanhando o nosso post.

Saiba como é um chefe

O chefe comanda, impõe ordens e é autoritário. Todas as decisões são tomadas por ele e o foco é voltado somente para resultados e lucros.

São pessoas temidas e não respeitados, seus funcionários têm medo de expor problemas na empresa e, consequentemente, suas resoluções não são eficazes.

O chefe joga a culpa dos fracassos nos funcionários, faz questão de apontar os erros de cada um e se vangloria quando algum objetivo é alcançado. Ele não se preocupa em motivar, pois acredita que realizar um bom trabalho é obrigação dos funcionários.

Como ser menos chefe

Para deixar de ser apenas um chefe, você não deve ter como seus verbos preferidos “mandar” e “comandar”. Deve se colocar como parte da equipe usando menos a palavra “eu” e substituí-la pela palavra “nós”, além de não tomar suas decisões sozinho.

Nas decisões, deve falar menos e escutar mais, além de não ser centralizador. Deixe as pessoas tomarem decisões. Seu foco não deve ser somente o resultado imediato para a empresa.

Na hora de delegar tarefas, não vá pelo “achismo”. Procure conhecer muito bem a sua equipe e defina os papéis de acordo com as habilidades de cada colaborador.

Quanto a erros, tolere. Ninguém é perfeito. Procure menos culpados e mais soluções. Aterrorize menos os colaboradores em relação a prazos.

Assuma seus erros. Não jogue a culpa das suas falhas nas outras pessoas. Diagnosticado o problema, comunique claramente suas decisões e as tome em grupo.

Não se interesse somente pelo lado profissional de seus comandados. Eles são seres humanos que, assim como você, têm sentimentos.

Não exija somente o cumprimento das tarefas. Tenha interesse no bem-estar dos seus colaboradores.

Saiba como é um líder

O líder não comanda, ele conduz e inspira pessoas. É um motivador e mostra o caminho que a empresa deve percorrer e percorre junto com seus funcionários.

Não precisa ser autoritário e nem impor medo, pois os colaboradores o respeitam. O líder não é focado somente em resultados e lucros, ele também se preocupa com a melhor maneira para a equipe conseguir atingi-los. Divide as responsabilidades e os sucessos.

É aberto ao diálogo, o que torna a empresa mais eficiente. Respeita as dificuldades de cada um e trabalha de forma a ajudar a superá-las. Ele busca conseguir o melhor de cada um da equipe.

Existem pessoas que são líderes natos — já nascem com essa habilidade. Porém quem não nasceu para a coisa, pode se tornar um. Basta abrir a mente e se livrar de preconceitos.

Como ser mais líder

O líder, mais que comandar, ensina, orienta e motiva. Seu foco é preparar pessoas de forma a atingirem seu máximo. No momento de tomar uma decisão ele escuta opiniões e troca ideias.

Agrega e compartilha em vez de tomar as decisões todas para si. Procura soluções viáveis e inteligentes. No momento de delegar tarefas, o líder conversa com a equipe e se baseia nas habilidades de cada pessoa. Além disso, ele acompanha de perto o desenvolvimento das atividades de seus colaboradores.

Em relação a erros, ele não critica, aprende. Tanto com os seus próprios quanto os erros dos outros. Ele assume que errou. Se mostra como um ser humano como um outro qualquer. Dessa forma ganha a admiração dos colaboradores.

O líder deve estimular a criação de seus liderados. Daí podem surgir melhores ideias que trarão melhores resultados.

Em resumo, as principais diferenças entre um líder e um chefe são:

  • O líder aconselha, o chefe determina;
  • O líder inspira entusiasmo, o chefe impõe pelo medo;
  • O líder gosta de ouvir e compartilhar ideias, o chefe prefere falar as suas;
  • O líder diz “nós”, o chefe diz “eu”;
  • O líder se comunica de forma clara e transparente, o chefe não;
  • O líder foca nas pessoas, o chefe nas tarefas;
  • O líder contempla o futuro, o chefe o passado;
  • O líder eleva cada colaborador à líder em sua função, o chefe centraliza as decisões;
  • O líder se preocupa com a missão, valores e pessoas, o chefe com resultados imediatos e aparentes.

Um bom líder é fundamental para o sucesso de uma organização, ele é capaz de engajar uma equipe e alcançar os melhores resultados.

Conseguiu entender quais as diferenças entre um líder e um chefe? Na sua empresa, qual dos dois está mais presente? Enriqueça o nosso post compartilhando sua experiência e suas dúvidas, através dos comentários.

Por Talita Maria