6 sinais de que sua empresa tem um péssimo ambiente de trabalho

O capital humano é um dos “tesouros” mais importantes de uma empresa. São os colaboradores que dão sangue (ou não) pelo negócio, que produzem, que fazem o marketing de dentro para fora e que sustentam a produtividade e lucratividade de uma empresa.

Imagine o que aconteceria se todos os seus colaboradores resolvessem parar de trabalhar? Você até conseguiria encontrar uma nova equipe, mas isso levaria tempo e… dinheiro!

Todo gestor sabe que uma alta rotatividade de funcionários não é interessante para um negócio e, por isso, é preciso criar estratégias para reter os bons colaboradores.

E uma das coisas que mais interferem na retenção de talentos é o ambiente de trabalho, afinal, hoje — muito mais do que antes — as pessoas têm buscado não apenas bons salários e altos cargos, mas também reconhecimento e qualidade de vida.

Sendo assim, é preciso fazer o que for possível para ter um bom ambiente de trabalho. E algumas situações ou sinais podem mostrar que o ambiente de trabalho da sua empresa não está dos melhores e quando isso acontecer é preciso reverter a situação. Quer ficar por dentro dos principais? Então veja a seguir!

Falta de comunicação

O primeiro grande sinal de que alguma coisa está errada no ambiente de trabalho é a falta de comunicação. Hoje, a boa comunicação é mais do que essencial em qualquer negócio que vise sucesso, lucro, expansão e credibilidade. Não adianta nada realizar uma boa comunicação com os clientes se a comunicação com os próprios colaboradores não é eficiente.

Lembre-se de que são eles os “marketeiros” que idolatrarão ou acabarão com a imagem da sua empresa. Os colabores merecem — e precisam! — não apenas ser ouvidos, mas também receber feedbacks, ficar por dentro dos principais objetivos, metas, realizações e mudanças da empresa.

O ideal é realizar reuniões pelo menos uma vez ao mês, para falar sobre novidades e abrir espaço para que os funcionários possam dar sugestões de melhorias. Além disso, o feedback diário também é essencial para uma boa produtividade.

Outra dica muito interessante — e que a maioria das empresas já adotou — é usar um software de comunicação interna que facilite a comunicação — e a vida! — dos funcionários. Para saber mais sobre o assunto, confira também o nosso post “Por que minha empresa precisa melhorar a comunicação com o público interno”.

Funcionários desmotivados

Funcionários desmotivados não apenas são sinal de que o ambiente de trabalho não está sendo bom como deveria, mas também representam um risco sério para a empresa. Produtividade baixa, busca por novos empregos, faltas desnecessárias, entre outros, são apenas alguns dos problemas que podem surgir em decorrência da falta de engajamento dos funcionários.

Você pode conferir também o nosso post “Como aumentar a motivação da sua equipe no trabalho”.

E para ter colaboradores realmente engajados é preciso, antes de qualquer coisa, acertar na contratação dos funcionários. Buscar por pessoas que compartilhem dos mesmos objetivos que a empresa e que combinem com a cultura dela é essencial, afinal, por mais que uma pessoa tenha um ótimo currículo, se ela não tiver o perfil da empresa dificilmente ela se sentirá realizada, não é mesmo?

Equipe desunida

Tão grave quanto ou talvez até mais grave do que os funcionários desmotivados é a equipe desunida. Quando isso acontece significa que o problema já tomou uma dimensão um pouco maior e precisa de socorro rápido. Para um funcionário, o sentimento de estar em uma equipe desunida pode criar uma espécie de rivalidade.

E como você já sabe, para que uma empresa consiga se superar sempre e alcançar o sucesso é preciso que todos trabalhem junto, certo?

Se esse problema estiver presente na sua empresa procure estabelecer atividades em equipe e realizar reuniões com os colaboradores para que eles possam conversar e falar sobre aquilo que esteja desagradando.

Outra forma de tornar a equipe mais amiga é promover encontros depois do trabalho, em ambientes externos à empresa, para que os colaboradores possam aproveitar um momento diferente juntos.

Excesso de trabalho

Sabemos que é normal que algum funcionário precise, uma vez ou outra, realizar alguma atividade que não esteja dentro das atribuições dele; ou mesmo que de vez em quando ele tenha que ficar até depois do expediente no escritório para resolver algum problema ou demanda extra.

No entanto, tudo tem um limite e você, como gestor ou profissional de Recursos Humanos, precisa estar de olho nisso. Se a demanda de trabalho dos funcionários estiver densa demais, procure entender o problema para saber se é o caso de realizar novas contratações ou realocações. O mais importante é que os funcionários tenham qualidade de vida e prazer ao trabalhar na sua empresa.

Falta de reconhecimento

O reconhecimento é um dos princípios básicos que devem ser aplicados por qualquer gestor que se preocupa com o seu negócio. Todo bom funcionário merece ser reconhecido para continuar sentindo prazer em trabalhar e, com isso, melhorar cada vez mais.

Se os bons funcionários da sua empresa não são reconhecidos, é bom provável que eles estejam frustrados — ou prestes a se frustrar — e isso é muito negativo para negócio. É justamente nesses bons colaboradores que você deve investir e reconhecer o bom desempenho. Seja por política de plano de carreiras, reconhecimentos em público ou bonificações, os colabores que se destacam merecem ser reconhecidos. Isso é saudável para os dois lados!

Falta de instrumentos de trabalho

Desde um simples mouse que estragou e não foi reposto até a necessidade de aquisição de máquinas modernas e eficientes, a atenção aos instrumentos de trabalho dos colaboradores é essencial.

Se você acha besteira comprar um mouse novo para o funcionário de edição, por exemplo, experimente você mesmo trabalhar com o equipamento danificado, ou usar o touchpad do notebook. Com certeza a sensação não será das melhores, concorda?

Então fique sempre atento a esses detalhes que, por mais que pareçam irrisórios, fazem toda a diferença na hora de estabelecer um ótimo — ou insuportável — ambiente de trabalho. Também é preciso ficar atento às dicas e sugestões da sua equipe, afinal é ela que lida diretamente com os equipamentos.

Zelar por um bom ambiente de trabalho é tarefa básica de qualquer gestor ou profissional de Recursos Humanos. Sendo assim, fique de olho nesses sinais e não permita que o ambiente de trabalho da sua empresa se transforme em algo ruim. Você se lembrou de algum outro sinal? Complemente o nosso post deixando o seu comentário!