O que é Job Rotation e como isso beneficia o funcionário?

No início da revolução industrial, os desígnios dos funcionários eram fazer sua tarefa de forma benfeita, independentemente de para o que fosse aquele trabalho. Com o passar do tempo, essa premissa evoluiu, mas, mesmo tendo uma visão geral das “linhas de produção”, os profissionais ficaram ainda mais focados em suas áreas com tantas pós-graduações e doutorados, entre outras especializações.

Uma corrente administrativa chamada toyotismo (introduzida justamente nas fábricas da Toyota) adotou uma visão do trabalhador em que todos precisavam saber fazer o que o outro fazia, estimulando, com isso, o espírito de grupo. Assim, os funcionários ficaram mais polivalentes e flexíveis. A partir daí, o pensamento foi sendo desenvolvido e hoje temos um programa chamado de Job Rotation. Em resumo, ele é a proposta de que um funcionário participe da rotina de outros setores de forma que possa aprender e agregar conhecimentos às diversas equipes. Quer saber os benefícios do Job Rotation para os colaboradores? Veja a seguir:

Novos conhecimentos

Quando há um alinhamento prévio com o funcionário e ele é direcionado para outra equipe ou setor da empresa, há grandes chances de que ele adquira novos conhecimentos e leve seu know-how para as novas atividades que desenvolverá. Trata-se de uma excelente oportunidade de o funcionário desenvolver novas habilidades.

Mais contatos profissionais

Durante o Job Rotation, que pode ser de um dia ou até alguns meses, o profissional se encontra no meio de outra equipe, com pessoas com outro perfil. Essa situação possibilita desenvolver o entrosamento com os novos colegas de setor e, assim, aperfeiçoar seu relacionamento interpessoal. É uma grande oportunidade para estreitar laços e ampliar os contatos profissionais dos funcionários.

Novos horizontes

A possibilidade de o profissional experimentar outras atividades abre portas para ele executar tarefas nunca antes feitas e se descobrir para outros segmentos. Por exemplo: um funcionário do setor de Contratos pode se identificar e desenvolver outras habilidades no setor de Auditoria. Alguém do setor de Comunicação pode ter talento para vendas e se encaixar bem na equipe Comercial.

Visão multidisciplinar

Após o período do Job Rotation, o funcionário terá uma visão ampliada da empresa e de seu funcionamento interno. Ao realizar suas atividades no setor definitivo, o profissional terá a capacidade de antecipar possíveis gaps e entender melhor as necessidades dos demais clientes internos.

É possível afirmarmos que o Job Rotation traz benefícios tanto para o funcionário, como para o empregador. Para este último, um dos vários benefícios é a melhoria dos processos internos, uma vez que os profissionais terão uma visão mais ampla das atividades e que pode ser ainda melhor com dicas para melhoria dos processos internos, já dadas aqui no blog. Porém, mesmo com todos os benefícios para o funcionário, citados acima, o Job Rotation precisa ser cuidadosamente planejado e bem estruturado, pois modificações não planejadas ou inadequadas podem causar a desmotivação do profissional e problemas mais profundos. Em hipótese alguma, o Job Rotation deve ser usado para tapar buracos ou induzir a um pedido de demissão por parte do profissional.

Se você passou por alguma experiência de Job Rotation, seja como funcionário ou empregador, compartilhe suas experiências aqui nos comentários! E para otimizar a comunicação interna da sua empresa não deixe de conhecer o mais.im — sistema de comunicação que vai transformar os processos de informação do seu negócio!