Saiba por que o sistema de intranet está ficando ultrapassado

Na era do compartilhamento, da globalização e do desenvolvimento colaborativo, as empresas que não têm foco nas interações sociais e na experiência coletiva, estão fadadas ao fracasso no mercado competitivo. É por causa desse cenário que a intranet vem caindo por terra!

Por muito tempo, uma escolha muito comum e certeira nas empresas era a intranet como ferramenta de integração da comunicação interna.

No entanto, a intranet é um produto grande, complexo e exige altos níveis de instalação, treinamento e manutenção. Mas além de deixar um rombo no orçamento, a principal razão da queda da intranet está nas baixas taxas de engajamento dos funcionários com esse sistema.

O mercado está cada vez mais competitivo e os colaboradores assumem um perfil de extremo dinamismo, colaborativismo e interatividade.

A geração millennials está dominando o mercado. Os novos profissionaisnão colocam a carreira acima de tudo. Na verdade, eles estão o tempo todo conectados e assumem o perfil multitarefas. Portanto, precisam ser constantemente estimulados.

As empresas precisam lidar com as expectativas do capital humano em relação à empresa e construir um ambiente vivo, colaborativo e integrado. Logo um sistema engessado de comunicação e armazenamento de dados não supre essas necessidades!

De olho nessas mudanças, as empresas têm substituído a intranet pelas redes sociais corporativas ou softwares de comunicação integrada.

As novas ferramentas, além de ter baixo custo e armazenamento em nuvem, são capazes de inspirar a inovação e a produtividade por parte dos funcionários.

Se você quer modernizar a comunicação da sua empresa, a hora é agora! Vamos te mostrar a causa da morte da intranet nas empresas e quais são os motivos para se apegar aos novos softwares de comunicação. Preparado? Vamos lá!

Intranet vs. Redes Sociais Corporativas

Para entender por que as redes sociais corporativas vêm ganhando o coração dos gestores, nada melhor do que visualizar um comparativo básico entre a intranet e os novos sistemas de comunicação.

Intranet

  • Sistemas grandiosos;
  • Altos custos de instalação;
  • Exige treinamento dos colaboradores para gerir o sistema;
  • Muitas vezes demanda uma equipe especializada para o seu gerenciamento ou uma equipe de TI;
  • Precisa de mais manutenção;
  • Exige maior análise de processo, dados e armazenamentos;
  • Necessita de uma rígida política de segurança na empresa;
  • É necessário configurar e manter aplicativos separados;
  • Redução de custos de documentação e suporte;
  • Níveis baixos de engajamento por parte dos funcionários;

Redes sociais corporativas ou softwares de comunicação integrada

  • Baixo custo de instalação;
  • Equipe de suporte pronta para reparar erros e auxiliar na utilização;
  • Capacitação dos colaboradores incluída;
  • Fácil uso e acesso;
  • Agilidade;
  • Armazenamento em nuvem;
  • Centralização e integração da comunicação;
  • Redução de custos de documentação e suporte;
  • Segurança para o arquivamento de informações importantes;
  • Estímulo à produtividade e troca de experiências entre os colaboradores;
  • Otimização de reuniões e processos;
  • Alto nível de engajamento por parte dos funcionários;

Comparando cada característica, fica evidente que as redes sociais corporativas estimulam a troca de ideias, a construção de um ambiente integrado e a participação das pessoas no cotidiano da empresa.

Diferente do intranet nas empresas, as ferramentas e softwares de comunicação estimulam o diálogo sobre produtos, processos e novos projetos em tempo real.

As funcionalidades de um software de comunicação interna permitem a troca rápida de informações entre os mais diversos níveis da organização – operacional, gerencial e estratégico.

Logo, essas ferramentas quebram a frieza das barreiras hierárquicas tradicionais.

Além disso, as exigências de um cliente, as novidades sobre a organização interna e as políticas relativas à cultura organizacional são mais facilmente comunicadas e ficam registradas.

Assim, é possível ter funcionários mais engajados, projetos cheios de conformidades e alinhamento entre os valores da empresa e os colaboradores.

O que esperam os funcionários da era do compartilhamento?

Esqueça aquele perfil de funcionário que espera por instruções ou aceita qualquer novidade de cabeça baixa.

Hoje, os profissionais estão multifacetados e prezam pela conexão, interatividade e constante aprendizado.

Portanto, mais do que garantir a segurança e eficiência das informações na sua empresa, o software de comunicação integrada ou a rede social corporativa são peças chave para garantir a produtividade da sua equipe.

Entenda as expectativas dos seus colaboradores sobre a comunicação organizacional e como essas novas ferramentas podem supri-las:

Eles querem informação em tempo real: as redes sociais corporativas em geral englobam as ferramentas de chat.

A comunicação instantânea é chave da comunicação interna nas empresas. A troca rápida de dados melhora a produtividade.

  • Eles precisam estar em sinergia: uma comunicação interna eficaz permite a integração entre os mais diferentes setores da sua empresa.
  • Seus colaboradores querem saber da sua estratégia: para que as metas e objetivos de uma empresa sejam alcançados, operadores e gestores precisam caminhar juntos. Com uma comunicação interna estruturada, todos estarão cientes das suas missões e, poderão dar feedbacks construtivos ao nível estratégico.
  • Eles querem hierarquia horizontalizada: os seus colaboradores ficarão muito mais satisfeitos se tiverem autonomia para exercitar suas tarefas e receber desafios. Eles desejam líderes e não duras hierarquias.

As redes sociais corporativas vão acabar com as intranets para sempre?

As redes sociais corporativas são sim o futuro da comunicação interna das organizações. Mas elas podem coexistir com a intranet, especialmente nos períodos de transição.

A coexistência das duas plataformas pode facilitar a transição sem exigir esforços imediatos de transferência de todos os documentos e dados que estão armazenados na intranet.

Nesse período, a intranet pode funcionar como uma espécie de banco de dados, enquanto a rede social corporativa seria o centro de interação do trabalho.

Essa etapa de transferência pode ser benéfica para que sua empresa teste uma nova modalidade de comunicação e busque se adaptar sem ter que mudar imediatamente a plataforma.

Esse “meio termo” é possível com o compartilhamento de links da intranet na rede social corporativa.

Os software ou a rede social é o lugar onde tudo acontece. Ali as equipes criam novas ideias e colaboram em projetos a todo momento!

As redes sociais corporativas são inovadoras, ágeis e vieram para ficar. Muitas empresas já estão deixando a intranet em segundo plano em busca de um sistema que engaje mais os seus funcionários.

Vale ressaltar que funcionários mais engajados tem um grande aumento de produtividade. E quem produz mais e melhor fatura muito mais, certo?

É importantíssimo lembrar que as intranets não deixaram de ser úteis, mas se tornaram obsoletas.

Na era do compartilhamento e da comunicação, ter uma rede social corporativa nas empresas é valorizar a inteligência coletiva e colocar sua empresa em destaque em um mercado tão competitivo.