Integração de funcionários: como incluir os novos contratados

O processo de seleção de um colaborador não termina na admissão do mesmo. Ele se estende em um processo de adaptação, qualificação e capacitação desse profissional ao novo cargo, para que ele possa desempenhar suas atribuições da melhor forma possível.

Começar um trabalho é sempre um desafio para qualquer profissional — até mesmo para os mais seguros e experientes. E para que isso não prejudique o desempenho e a integração dos novos contratados, algumas atitudes podem ser tomadas por parte da empresa. Além de apresentar ao novo colaborador a estrutura da empresa e seus colegas de trabalho, é muito importante que a organização desenvolva um treinamento para integrá-lo efetivamente. O treinamento, quando bem elaborado, consegue preparar o profissional para realizar suas atividades com agilidade e eficiência.

Se você quer saber como fazer a integração de novos funcionários em sua empresa e quais os benefícios desse processo, continue acompanhando nosso post e fique atento as dicas.

Benefícios do processo de integração de funcionários

Quando os novos contratados da empresa participam de um processo de integração eficiente, obviamente, eles darão os resultados esperados em menos tempo, já que terão mais confiança. Além disso, através desse processo a empresa consegue transmitir de forma clara, direta e simples as suas expectativas em relação ao novo profissional.

Confira outros benefícios de um processo de integração de funcionários bem planejado e implementado:

  • Criação de um senso de envolvimento e pertencimento do colaborador com a empresa;
  • Clareza das expectativas da empresa sobre a postura esperada;
  • Aceleração do processo de adaptação;
  • Redução de gasto de tempo para esclarecer dúvidas básicas;
  • Aumento da produtividade desde o inicio, já que o colaborador é bem informado sobre o cotidiano da empresa.

Faça um evento de onboarding

Incluir os novos funcionários é muito importante. Por isso, uma das estratégias para deixar esses funcionários à vontade é realizar um evento de onboarding (boas-vindas) no primeiro dia de trabalho. Esse evento pode ser para um contratado apenas ou, caso a sua empresa esteja crescendo muito rápido, ele pode ser feito no início do mês com os recém-contratados da temporada.

No onboarding é interessante fazer lanche com os novos funcionários, explicar coisas sobre a empresa, apresentar os demais setores e tirar dúvidas. É ideal ter uma equipe de Recursos Humanos para organizar este tipo de evento. Durante esse evento, é muito interessante realizar uma apresentação bem completa sobre a sua empresa, exibir as normas e procedimentos da organização, os benefícios oferecidos e a política da empresa para avaliação de desempenho.

Resumimos alguns itens que não devem faltar no evento onboarding da sua empresa, veja quais são:

  • Mensagem de boas vindas (Algumas empresas, quando é possível, usam uma fala do presidente nesse momento, mas lembre-se que ela deve ser breve);
  • História da empresa (É bom procurar falar do passado e do que se espera para o futuro);
  • Missão, visão e valores (Apresentar e dar exemplos de aplicação na realidade);
  • Momento e desafios atuais (Explicar, com sinceridade, o que a empresa está passando e aonde quer chegar);
  • O que a empresa espera dos colaboradores (De forma clara e direta);
  • Orientações sobre instalações e cotidiano (banheiros, horários, estacionamento, ponto; computadores);
  • Canais de comunicação utilizados (RH, TI, ouvidoria);
  • Deixar claro que o departamento de RH está aberto para sugestões e projetos;
  • Agradecimento e mensagem final.

Distribua materiais sobre a empresa e kits de boas-vindas

Distribuir materiais sobre a empresa e kits de boas-vindas é uma maneira de mostrar para os novos contratados que eles são especiais, e que a empresa está feliz por tê-los ali. Revistas de comunicação interna, agendas ou caderninhos e —, por que não? — algum chocolate ou doce para fazer uma gracinha são alguns dos mimos que a empresa pode oferecer a baixo custo, mas que farão grande diferença para a percepção do funcionário sobre a empresa.

Deixe os equipamentos do novo contratado já prontos

É muito importante que, assim que o novo contratado chegar à mesa de trabalho, ele já tenha lá tudo o que vai precisar para trabalhar. Notebook, mouse, planilhas, post-its, canetas etc. Tudo isso deve estar pronto, esperando pelo novo funcionário. Pode parecer besteira, mas isso faz muita diferença. Imagine que o novo contratado chegou na empresa e não há nem um lugar reservado para ele ainda, nem sequer um computador. Como você se sentiria nesse lugar? Um tanto “largado”, não é mesmo? Então deixe tudo preparado para receber o novo funcionário!

Designe uma pessoa para treinar o novo funcionário

É muito importante que o novo contratado não fique largado, sem ter a quem recorrer ou perguntar em caso de dúvidas. Por isso, uma prática já muito adotada pela maioria das empresas e que realmente funciona é deixar uma pessoa designada para treinar esse novo contratado. Coloque os dois para trabalharem lado a lado e estipule um prazo de treinamento. Assim, o novo colaborador terá uma referência para sempre que precisar de ajuda, e a inclusão será muito mais tranquila.

É recomendado, que esse acompanhamento seja mensurado, para identificar até onde esse profissional pode chegar. Nesse período, a empresa precisa analisar o interesse, desempenho, responsabilidade, e envolvimento do colaborador com os projetos da organização.

Tenha um software de comunicação interna

Essa é uma das dicas que vem sendo muito usada por gestores de todos os setores. Usar um sistema de comunicação interna, que permita criar canais de comunicação entre equipes, é uma ótima maneira de engajar e incluir os novos colaboradores de maneira rápida, eficiente e descontraída!

A integração de funcionários faz toda a diferença para a evolução do treinamento, e é fundamental para garantir a produtividade e um bom clima organizacional, portanto não deixe isso de lado! Mas vale lembrar, que esse processo pode durar algumas horas, dias ou até várias semanas. Essa duração varia de acordo com o nível de complexidade do cargo, as exigências técnicas, práticas e intelectuais exigidas para a função e as particularidades de acordo com cada organização. É preciso planejar e desenvolver um processo de com a realidade da sua empresa.

Na sua empresa já é desenvolvido algum processo para a integração de funcionários? Você tem outras dicas para compartilhar com a gente? Compartilhe sua experiência e suas dúvidas com a gente através dos comentários.