A influência do estudo de mercado nas estratégias de comunicação do seu negócio

Benchmark, no mundo corporativo, consiste na comparação de processos administrativos de uma empresa com os demais concorrentes ou não. Por meio de pesquisas e estudos, uma companhia examina como outra realiza ou desempenha determinada função, a fim de melhorar ou implementar novos sistemas ou até mesmo fazer tomada de preços para oferecer produtos e serviços semelhantes.

Os benchmarks — referências — colhidos podem servir como base para influenciar na definição de diversas estratégias de uma empresa, inclusive nas de comunicação. E esse é o assunto desse post. A seguir vamos mostrar como esse estudo de mercado pode ajudar na definição e na implementação das estratégias de comunicação de seu negócio. Confira:

Benchmarking digital

Com a massificação da internet e, principalmente, das redes sociais nos negócios globais, comparar empresas, serviços, formatos e campanhas dentro do mundo digital ficou muito mais simples e fácil. Afinal, fazer comunicação é expor suas ações para o restante do mundo.

Com isso, ter novas ideias, adaptar aquilo que não vem dando os resultados esperados e buscar insights não é uma tarefa complexa e difícil. Basta estar atento as tendências e ficar de olho em seus principais concorrentes e nos líderes de mercado.

Convergência midiática

Tempos atrás, a disseminação de informações era feita de maneira totalmente diferente e “amarrada”, com alguns poucos exercendo controle sobre elas. Com a convergência midiática, novos canais foram abertos e implementados, tornando a comunicação mais prática e rápida.

Assim, fazer comparações e relacionar ações ou funções semelhantes dentro do universo da comunicação pode ser feito de qualquer lugar e nas multiplataformas existentes — sites, blogs, podcasts, redes sociais, vídeos e fotos.

Busca de exemplos

Dessa forma, as trocas de experiências, dados de aplicações e o intercâmbio de informações entre as empresas de comunicação podem ser fundamentais no momento de definir uma estratégia em seu negócio, uma vez que esses benchmarks podem servir como base para argumentação ou demonstrações de cases de sucesso no momento de apresentar uma nova ideia ao gestor dessa área.

Para obter essas referências, basta buscar exemplos, por meio de entrevistas e pesquisas com colegas ou amigos de outras empresas do mesmo ramo ou de outros para a obtenção de novos insights e melhores parâmetros sobre uma proposta específica e que tem tudo para dar certo em seu negócio, uma vez que já se mostrou bem-sucedida em outro.

Comunicação interna

A mesma metodologia pode ser aplicada também em seu ambiente interno, uma vez que boas ideias sempre devem ser levadas em consideração. Porém, devem ser adaptadas ao cotidiano e ao objetivo de sua empresa, para se encaixar em sua dinâmica de trabalho e ter a cara de sua empresa.

Neste caso, o benchmark pode ser feito até de maneira presencial, visitando concorrentes ou empresas parceiras, por exemplo, para se ter a real dimensão dessas ações e como elas funcionam na prática e no dia a dia daquela empresa.

Como vimos, o benchmark pode e deve ser utilizado para concepção de novas ideias, para gerar insights e servir como parâmetro de influência nas estratégias de qualquer empresa. E essa prática é adotada por muitas empresas ao redor do mundo inteiro, tanto na área de comunicação externa como interna.

Entretanto, ao buscar exemplos de fora para dentro, eles devem ser utilizados apenas como referências ou como ponto de partida de algo maior, e nunca aplicados de maneira igual ao de outro negócio.

Além disso, devem ser adaptados e alinhados ao core business de sua empresa e, sobretudo, aos seus objetivos, uma vez que cada companhia pode utilizar uma mesma ação para finalidades diferentes, de acordo com suas necessidades.

Se você ainda ficou com alguma outra dúvida sobre como utilizar o benchmark em suas estratégias escreva para nós através dos comentários!