Conflitos entre colaboradores: como mediá-los?

Mesmo que a sua empresa tenha um método eficiente de comunicação, conflitos entre colaboradores podem surgir eventualmente, pelos mais variados motivos. Essas situações, por menores que sejam, acabam minando o ambiente de trabalho, criando insatisfação e tensão entre funcionários.

Consequentemente, sua produtividade diminui e, tanto empresa quanto colaboradores, saem prejudicados. Por isso, conflitos corporativos devem ser resolvidos o quanto antes e de forma eficiente.

Para 46% dos gestores de recursos humanos entrevistados em uma pesquisa realizada pela Robert Half, esses conflitos são o principal desafio no ambiente de trabalho. O dado mais alarmante, é que entre estes gestores, 43% não têm certeza se estão aptos a solucionar os conflitos internos.

A mediação de conflitos entre colaboradores é um processo fundamental para o sucesso da organização. Quando realizada por um profissional capacitado e da maneira correta, ela não só acaba com os problemas, mas também traz benefícios para a sua empresa, sendo uma ótima oportunidade para identificar falhas e melhorar processos.

Os conflitos entre os colaboradores fazer parte da rotina da sua empresa? Preparamos o post de hoje para te ajudar a entender as principais causas desses problemas e te mostrar como fazer uma boa mediação entre os colaboradores de sua empresa. Seguindo nossas dicas, você vai garantir que ela se desenvolva se forma saudável. Continue acompanhando!

Principais causas dos conflitos entre colaboradores

Um conflito entre os funcionários de uma empresa pode ser desencadeado por vários motivos. Separamos uma lista com os mais frequentes, confira

– Acúmulo de problemas: Desavenças fazem parte da nossa rotina pessoal e profissional, e muitas vezes são solucionadas naturalmente, sem nenhum esforço das partes envolvidas. Porém, quando deixamos que essas situações que nos incomodam se acumulem sem solução, existe um grande chance de “explodirmos”

– Funções mal definidas: Se os colaboradores não sabem de forma clara qual é a função de cada um, as responsabilidades e tarefas não estão bem definidas, os conflitos são inevitáveis

– Falhas: Quando uma equipe falha na execução de um projeto e tem um resultado negativo, quase sempre acontece uma troca de acusações. As pessoas tentam encontrar um responsável pelo fracasso ao invés de assumir a culpa.

– Interesses pessoais: Se os interesses pessoais são colocados a frente dos objetivos da empresa e da equipe, a maneira como as pessoas encaram diversas situações muda. O que pode gerar grandes conflitos dentro de uma equipe.

– Comunicação ineficiente: O disse me disse é responsável por grande parte dos problemas dentro de uma empresa. A falta de comunicação, os boatos e fofocas causam situações constrangedoras e geram muitos atritos.

– Personalidades diferentes: Uma empresa é composta por várias pessoas, cada uma tem uma personalidade diferente, tem seus valores e ideias. Essa diversidade que enriquece o ambiente, com experiências e ideias diferentes, também pode gerar muitos conflitos.

6 dicas para mediar conflitos entre colaboradores

Saiba quais são os seis passos necessários para uma boa mediação dos conflitos entre colaboradores da sua empresa.

Esclareça a situação

A necessidade de uma mediação surge porque duas ou mais pessoas não conseguem ter uma boa comunicação e resolver algum impasse. Ambas acreditam ter razão e, normalmente, desconsideram que também podem estar erradas em algum ponto.

Por esse motivo, a primeira coisa que você precisa fazer é questionar e ouvir as respostas dos dois lados para entender com clareza qual é o problema. Se necessário, separe as pessoas e converse com elas individualmente para que tenham liberdade de expor seu ponto de vista.

Depois, relate os acontecimentos e a visão de cada colaborador na presença dos dois. Assim, eles podem confirmar se o seu relato foi registrado corretamente e, ainda, ouvir o ponto de vista do outro funcionário com mais atenção.

Seja imparcial

Durante as conversas para mediação, procure ouvir os dois colaboradores igualmente e valorizar cada comentário. Considere que, muitas vezes, o que é importante para uma pessoa não é para a outra e vice-versa. Você precisa ser sensível ao que é importante para cada um de seus funcionários em particular, respeitando as necessidades de cada um.

Agindo assim, eles entenderão que têm a mesma importância para sua empresa, independentemente de cargo ou posição. O que precisa ser avaliado é o impasse em si, e não fatores subjetivos, como afinidades pessoais que favoreçam um dos colaboradores.

Busque uma alternativa que satisfaça ambos os lados

Após conhecer a situação e tratar os funcionários com imparcialidade, peça que proponham soluções para a questão levantada. Em geral, as pessoas tendem a ver somente o que a outra pessoa precisa mudar para que um problema seja solucionado.

Por isso, o seu papel é mostrar que, normalmente, um conflito é responsabilidade de todas as pessoas envolvidas, necessitando que cada um ceda um pouco para que se alcance uma boa convivência no ambiente de trabalho.

Com base no que cada um disser, proponha alternativas que tragam benefícios para ambos os lados e exija mudanças de atitude, também, de cada um dos funcionários.

Acompanhe o assunto com objetividade

O problema não está resolvido quando se diz isso, mas quando, na prática, não existem mais conflitos. Dessa forma, após encontrar soluções que satisfaçam a todas a todos os envolvidos, você precisa verificar se estão colocando em prática o que foi combinado.

Para isso, estabeleça critérios objetivos e confira periodicamente se cada funcionário está fazendo sua parte para que não ocorram mais desavenças pela mesma razão.

Nunca se omita

Algumas vezes, os líderes toma distância da situação antes de resolver o conflito, e isso não pode acontecer. Se você tentou todos esses passos que citamos, mas o impasse continua, vai ser preciso tomar uma decisão. Em alguns casos, é necessário tomar partido de um dos lados para conseguir resolver o problema.

Quando isso acontecer, deixe claro quais os critérios foram levados em consideração para a tomada dessa decisão.

O segredo de uma mediação eficiente de conflitos é promover uma comunicação aberta e respeitosa em toda a empresa. Dessa forma, você conquistará a confiança dos colaboradores e os direcionará para que tenham uma postura mais cooperativa na organização.

Você já tem investido nesse recurso? Identifique as áreas que precisam de melhorias na sua empresa, otimize a comunicação interna e faça o seu negócio crescer com muito mais rapidez.

Enriqueça o nosso post compartilhando suas sugestões e dúvidas através dos comentários.

Por Talita Maria