Descubra como melhorar a sua memória

A memória é como uma caixinha no nosso cérebro que guarda nossas lembranças e informações importantes. O processo de formação de uma memória envolve codificação, armazenamento, retenção e recordação das informações e experiências anteriores. Mas quando esse processo falha, o nosso rendimento no trabalho, nos estudos e na vida social é prejudicado.

Se quando te perguntam um telefone ou endereço, você costuma dizer “não lembro nem do que almocei hoje”, saiba que não está sozinho. O esquecimento é uma das reclamações mais comuns hoje em dia, independente da faixa etária e da classe social.

Além de doenças crônicas, vários outros fatores como envelhecimento, estresse, ansiedade, privação do sono e excesso de apoios a estímulos externos (como não fazer nenhuma conta sem calculadora), podem prejudicar a capacidade de armazenamento do nosso cérebro.

O processo de memorização começa quando percebemos um estímulo. Precisamos prestar muita atenção nele, para destacá-lo de todos os outros e torná-lo relevante. Do contrário, o nosso cérebro não considera aquele estimulo importante e o descarta, abrindo espaço para novas experiências.

A princípio, as memórias ficam armazenadas por curto prazo. Conforme vamos reforçando aquela informação, ela é transferida para longo prazo. Essa transferência pode acontecer quando repetimos muito aquela informação, quando estudamos, por exemplo, ou quando ela é de grande interesse para nós.

Sempre que precisamos lembrar de alguma coisa, o cérebro faz a recordação. Ele usa algum rastro significativo que leva ao que buscamos, mas muitas vezes isso é feito de forma automática e nós nem percebemos, como ao amarras os sapatos por exemplo. Mas existem outras memórias que exigem mais esforço, e são muito prejudicadas pelo esquecimento.

Para que o processo de memorização seja eficiente, é preciso que o estimulo adequado (intenso e relevante) encontre uma pessoa com a mente propícia a armazená-lo (atenta e interessada). Nós separamos algumas dicas que vão te ajudar a potencializar a sua memória, confira.

Crie estratégias de armazenamento

Sempre que quiser se lembrar detalhes de um compromisso ou do nome de alguém, tente associá-lo a um objeto físico. Quanto mais estranhas forem as associações, mais fácil é de se lembrar.

Exercite o cérebro

Não tenha medo de sair da rotina. Vá para o trabalho por um caminho diferente do que você faz todos os dias, experimente comidas diferentes, faça um programa que não faz há tempos, aprenda uma coisa nova, troque o mouse de lado… mude. Assim como o nosso corpo, quando o cérebro é exercitado, o desempenho é melhor.

Escreva bastante

Escrever enquanto recebemos novas informações é uma ótima forma de armazenar e reforçar as memórias. Você não precisa transcrever o que está recebendo, fazer alguns rabiscos e desenhos já facilitam, e muito, o armazenamento.

Evite memorizar apenas por repetição

Algumas pessoas tem o hábito de decorar o que precisam falar em uma apresentação. Mas basta uma mudança no roteiro ou “um branco”, para se perderem completamente. A melhor forma de memorizar, é entender o que você precisa falar. Procure explicar o que você tem a dizer, e não apenas repetir o que escreveu.

Faça uma coisa de cada vez

Nós estamos sempre querendo “abraçar o mundo”. Enquanto ouvimos música, trabalhamos, mandamos mensagem pelo celular, comemos e ainda pensamos em como resolver alguns problemas pessoais. Para evitar esquecimentos, é fundamental ter concentração, foque em um tarefa e se desligue do resto. Assim, cada estímulo será recebido e reforçado pelo cérebro, e você terá cada vez menos “brancos”.

Cuide bem da suas emoções

Para conseguir aproveitar bem cada momento e armazenar o que for preciso na mente, suas emoções precisam estar em ordem. Elimine a ansiedade da sua rotina, confie mais em você e dê o seu máximo no que está fazendo. Procure ver sempre o lado bom das coisas e sorria mais.

Tenha qualidade de vida

A gente sempre ouve falar em “mente sã, corpo são”, mas a máxima também poderia ser “corpo são, mente sã”. O bom funcionamento do cérebro está diretamente ligado ao bem estar do nosso corpo. Procure dormir bem, leia mais, pratique atividades físicas, medite, faça programas que te deixem feliz e mantenha uma alimentação balanceada, de preferência, rica em omega-3, vitamina B e antioxidantes.

Evite consumir álcool e fumar em excesso, com o passar do tempo eles podem acarretar em problemas cognitivos. Os medicamentos para dormir devem usados com muita cautela e orientação médica, pois podem prejudicar o funcionamento da sua mente.

Nem tudo em nossas vidas precisa ser lembrado, mas para o que for necessário, essas dicas vão te ajudar muito. Não tenha medo de mudar seus hábitos e viva melhor!

Você tem alguma dica para melhorar a memória, que não foi citada aqui? Compartilhe com a gente.

Por Talita Maria