Sua empresa está prestando atenção nos clientes internos?

Na sua opinião, quem precisa de mais atenção na empresa, os clientes internos ou externos? Esta questão é polêmica e não tem uma fórmula específica. Qualquer negócio precisa encontrar uma medida equilibrada entre a atenção dispensada aos clientes e aos colaboradores.

É tentador e muito mais fácil concentrar os esforços de comunicação em quem está bancando o negócio, ou seja, o cliente que todo mês compra os produtos e serviços da empresa. É por este motivo que algumas organizações acabam dando menos atenção a um outro grupo importante, os clientes internos.

O sucesso de hoje não é a garantia do sucesso de amanhã

Mesmo que a empresa esteja alcançando bons resultados precisa reavaliar constantemente se a atenção dada aos colaboradores tem contribuído para o fortalecimento da cultura corporativa.

Já está provado que o segredo de empreendimentos que alcançam resultados ao longo dos anos é, antes de tudo, a capacidade de adaptação. Empresas com esta característica são construídas com base em uma cultura que valoriza a comunicação aberta e transparente, favorecendo a colaboração e o senso de coletividade.

Para que o negócio cresça de forma sustentável é necessário que os gestores reflitam e analisem como estão direcionando as ações de comunicação para o público interno.

Desenvolver uma cultura de colaboração pode ser um processo demorado, por isso, é necessário começar o quanto antes.

Como primeiro passo, os gestores devem analisar como estão estruturados os processos para socialização das informações na empresa. As informações compartilhadas de forma clara e acessível podem gerar muitos resultados para o negócio, inclusive com ganhos financeiros.

Em seguida, os gestores devem investir tempo e dar uma atenção especial ao que os colaboradores tem a dizer. Para se antecipar às mudanças é necessário estar preparado para ouvir várias opiniões. E é essencial saber como alinhá-las aos objetivos estratégicos do negócio.

Enfim, é importante que a empresa esteja sintonizada internamente para apoiar o desenvolvimento de uma cultura de colaboração capaz de gerar confiança entre os profissionais e, assim, favorecer a construção de um time forte e integrado. Afinal, de nada adianta a empresa tentar se antecipar ao movimento do mercado se não possuir uma equipe sintonizada e disposta a abraçar todos os desafios da mudança com persistência e entusiasmo!