Como aproveitar melhor ideias e experiências no planejamento da empresa

Fim de ano é época de fazer promessas, definir metas e repetir as que ainda não foram cumpridas: parar de fumar, fazer uma viagem, guardar dinheiro na poupança, fazer uma viagem. Sem esquecer das metas da sua empresa, elas também precisam ser definidas, para garantir um bom ano novo.

Antes da virada, ainda dá tempo de começar a fazer um planejamento para 2016. Se a empresa quer gerar bons resultados e se desenvolver, ela precisa saber produzir e vender de forma otimizada e gerar rentabilidade.

Fazer uma projeção de onde se quer chegar no ano novo é muito importante para determinar o ritmo da atividade da organização e exige uma análise detalhada de todos os departamentos quanto aos custos, capacidade de produção e cumprimento de metas.

Mas para realmente criar uma cultura de soluções criativas em sua empresa, todos os funcionários devem participar do processo de planejamento e contribuir com novas ideias e experiências. Se você ainda não fez o planejamento da sua empresa para o próximo ano, ainda dá tempo de começar e nós vamos te ajudar.

Confira a seguir algumas dicas para conseguir aproveitar melhor as ideias da sua equipe e planejar um ano com novos ares e muita inovação:

Faça um balanço do ano que passou

Antes de começar um novo planejamento, é importante fazer uma avaliação completa de como foi 2015 para a sua empresa. Tente recuperar informações e fazer um levantamento dos dados do ano.

Para ajudar nessa análise, procure responder perguntas como: As metas foram atingidas? As estratégias funcionaram? Como o meu público reagiu? Em que ações os meus recursos foram aplicados? Como foi o desempenho dos meus colaboradores? Como está a imagem da minha empresa? Os resultados são satisfatórios? O que pode melhorar?

De nada vai adiantar começar a elaborar um planejamento novo se os problemas que a sua empresa encontrou durante o ano que passou, não forem resolvidos.

Abuse do brainstorming

Uma ferramenta muito utilizada no ambiente corporativo é o brainstorming, que consiste basicamente em reunir um determinado número de pessoas que criará uma “tempestade de ideias” sobre determinado assunto pautado.

O objetivo é fazer com que as pessoas criem e evoluam as suas próprias ideias a partir das ideias dos outros. No fim das contas, não existe nenhum “dono” do resultado final, pois a solução é sempre encontrada com a colaboração do grupo.

Primeiramente, um bom brainstorming não pode ter julgamento, você deve criar um ambiente em que os colaboradores possam apresentar qualquer tipo de ideia, por mais fraca que possa parecer à primeira vista. Este procedimento é essencial para criar ideias realmente criativas, porque a partir de um conceito aparentemente bobo, outra pessoa desenvolve uma ideia mais elaborada.

Em segundo lugar, é preciso organização. Para quem já realizou alguma vez um brainstorming, sabe que a situação pode ficar um pouco caótica algumas vezes. É preciso que, mesmo empolgadas, as pessoas falem alternadamente e – o mais importante – que todas as ideias sejam devidamente anotadas. Não confie na sua memória, nem descarte ideias que pareçam não fazer sentido.

Todos devem ser ouvidos

Funcionários de todos os setores, independentemente do cargo que ocupam, devem ser ouvidos, seja nas sessões agendadas de brainstorming, seja no dia a dia. A criatividade não deve ficar restrita às reuniões agendadas: você deve criar um canal direto para que qualquer funcionário possa lhe abordar com alguma sugestão ou solução para um problema.

É interessante que, mesmo nos casos em que um problema é restrito a algum setor da empresa, outros setores também sejam ouvidos. É muito comum que um especialista, ao tentar abordar o mesmo problema diversas vezes, acabe ficando “cego” para soluções mais criativas.

Por isso, incluir ideias de pessoas com formações ou departamentos diferentes é fundamental para “pensar fora da caixa”.

Aplique as ideias

É muito bom para um funcionário ser ouvido, mas ainda mais importante é ver suas ideias e sugestões sendo aplicadas. O objetivo de colher ideias, seja em sessões de brainstorming ou no dia a dia da empresa, é resolver problemas e criar novos processos mais eficientes.

Além disso, faça com que os funcionários participem da execução: muita coisa pode mudar quando uma concepção sai do papel. Permita que os colaboradores também façam parte da aplicação  e da adaptação de soluções para os problemas que forem surgindo.

Não se prenda aos seus próprios conceitos

É preciso encontrar um equilíbrio entre ter conceitos fortes e ser flexível a sugestões. Ser um líder firme não é a mesma coisa que ser um gestor “cabeça dura”, por isso é preciso que você não se prenda radicalmente aos seus conceitos quando ouvir sugestões dos funcionários.

Não é tarefa fácil. Ouça com calma, esteja atento, anote tudo o que for possível, pense sem pressa e dê uma resposta satisfatória quando a tiver. Mesmo ideias que lhe pareçam absurdas à primeira vista, podem ser excelentes quando você as analisa friamente.

Monitore e melhore

Depois de definir todas as metas e elaborar o planejamento da sua empresa, as coisas vão se encaminhar, mas é preciso ficar de olho. É fundamental  monitorar durante todo o ano o andamento de tudo que foi estabelecido. Não espere que as coisas estejam ruins para começar a medir e testar novas estratégias.

Só com o acompanhamento regular dos resultados é possível conhecer onde a empresa pode melhorar seus custos, reduzir despesas ou aproveitar oportunidades que podem não estar sendo exploradas, identificando por exemplo, novos canais de vendas para comercializar seus produtos.

Utilize estas dicas para coletar o máximo de informações possíveis de seus colaboradores. Eles são responsáveis por mover a sua empresa, têm uma visão de operação diferente da sua como gestor e podem contribuir consideravelmente para a inovação e melhorias em sua empresa.

Como está o planejamento da sua empresa para 2016? Você, já aproveita as ideias e experiências de seus colaboradores como diferencial competitivo em sua empresa? Como o faz? Tem bons resultados? Compartilhe a sua experiência conosco, através dos comentários!